Você já deve ter ouvido falar no bruxismo. O termo curioso se refere a um incômodo que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, afeta 30% das pessoas do mundo total e 40% dos brasileiros.

O bruxismo tem como características o ranger e apertar dos dentes durante o sono. A atitude, que pode parecer inofensiva, quando não corrigida leva ao desgaste e amolecimento dentário. Em casos mais graves, o indivíduo pode ter problemas na articulação da mandíbula, na gengiva e nos ossos da boca.

Em geral, a pessoa que tem bruxismo sofre com diversos incômodos, como dor de cabeça, dor na região da face, dor ao abrir e fechar a boca, dor de ouvido e até sensibilidade dentária — se o desgaste no dente levar à exposição da dentina.

As razões desse distúrbio ainda não são totalmente conhecidas. A pessoa pode ter bruxismo devido a fatores genéticos, problemas relacionados com a oclusão dentária e fechamento da boca, além de tensão, estresse, ansiedade e até problemas respiratórios.

 

Tratamento para bruxismo

Por ter causas tão distintas, não existe apenas uma forma de tratamento para o bruxismo. Na maior parte das vezes, o paciente é orientado em três direções: higiene do sono, relaxamento e placa específica para o problema.

A higiene do sono consiste em adotar medidas para dormir melhor, como se alimentar bem antes de se deitar, preparar o quarto com uma iluminação adequada, não mexer em aparelhos eletrônicos durante a noite e muitas outras.

Buscar se desconectar do estresse da rotina também ajuda a dormir melhor e pode diminuir a tensão que gera o bruxismo. Nesse sentido, o paciente pode praticar atividade física, meditar e fazer o acompanhamento com um psicólogo.

Dependendo da situação, é possível que um médico dentista indique a utilização de uma placa de resina, o que ajuda a proteger a superfície dentária. Caso o paciente tenha dentes desalinhados, primeiro o especialista irá recomendar um tratamento de ortodontia, incluindo o uso de um aparelho para alinhar a arcada. Além de melhorar a mordida, o procedimento garante um sorriso mais alinhado e bonito.

Apesar de o bruxismo não ter uma cura definitiva, há várias medidas que aliviam os incômodos causados pelo quadro e permitem que o paciente viva normalmente. Porém, para resolver a questão, é necessário consultar um especialista que irá analisar as particularidades de cada caso.

 

Crédito da foto: Reprodução / Pinterest