Bernardo Rossi realiza encontro com representantes do judiciário, empresários e forças de segurança para futura retomada gradual do comércio

A abertura gradual só será possível se a todos contribuírem: a continuidade das medidas de prevenção, como o uso das máscaras e álcool em gel. Caso a curva de casos na cidade aumente, o poder público poderá recuar.

Mais um encontro para o planejamento da abertura gradual – e com fiscalização reforçada das medidas de prevenção ao covid-19 – do comércio e de serviços da cidade foi realizado nessa quarta-feira (20.05) pelo prefeito Bernardo Rossi. A reunião, na sede da prefeitura, contou com a participação de representantes de diversos segmentos: judiciário, legislativo, empresariado local e de forças de segurança, como a PM e a polícia Civil. Na ocasião, Bernardo Rossi salientou que o planejamento que está sendo estudado leva em consideração fatores diversos como a reestruturação da rede de saúde – ampliação de leitos clínicos e a conquista novos leitos de UTI, a compra de insumos para abastecimento das unidades de saúde e para tratamento da população e o entendimento dos petropolitanos em continuar com as medidas preventivas, além do controle diário da curva do número de casos registrados na cidade.

Na ocasião, o prefeito Bernardo Rossi explicou que, desde o início da pandemia o município vem se reestruturando no aumento no número de leitos para que possa ser executado o plano futuro de flexibilização do comércio de serviços, mas, a responsabilidade também é da população. A abertura gradual só será possível se a todos contribuírem: a continuidade das medidas de prevenção, como o uso das máscaras e álcool em gel. Caso a curva de casos na cidade aumente, o poder público poderá recuar.

“Um decreto está sendo formalizado e será divulgado nos próximos dias. Todos os esforços da prefeitura levam em consideração o apoio desses segmentos que, desde o início da implantação das medidas de prevenção, estão entendendo os esforços da prefeitura para salvar vidas. Felizmente conseguimos, com muito esforço, estruturar nosso sistema de saúde. Tomamos medidas duras, porém, necessárias, mas sem deixar de lado a preocupação econômica e é por isso que fiz questão de chamar todos os entes envolvidos nesse processo para conversar”, disse Bernardo Rossi.

O decreto, que será divulgado e explicado pelo próprio prefeito ainda nessa semana, mostrará as medidas futuras que poderão ser tomadas para garantir a reabertura do comércio.

“Tudo isso levando em consideração que a população deverá nos ajudar, continuando com o uso das máscaras e evitando sair de casa sem necessidade. A fiscalização contará com o apoio das polícias e do judiciário, vamos acompanhar de perto todos os movimentos com esse auxilio importante. Aumentamos nossos leitos de UTI e capacidade de atendimento de clínica médica, conseguimos novos respiradores, estamos atentos ao novo protocolo de saúde do Estado e é por isso que podemos planejar nosso futuro, ainda assim, com muita responsabilidade e cautela. Caso a curva de casos aumente, poderemos rever decisões”, completou Bernardo Rossi.

A secretária de Saúde, Fabiola Heck salientou que o monitoramento do número de casos será essencial para esse planejamento. “Estamos acompanhando todos os dias e casos e a evolução será a responsável por nos mostrar o que podemos fazer. Por isso, o auxílio da população é essencial”.

O juiz da Vara da Infância, Juventude e Idoso, Dr. Alexandre Teixeira, parabenizou a prefeitura pela iniciativa. “Como cidadão fico feliz em ver a prefeitura tratando desse assunto com muita cautela. É importante que essa responsabilidade seja dividida. Todos nós temos que fazer a nossa parte. Barreiras sanitárias devem ser mantidas e a abertura coordenada deve acontecer com o entendimento de que todos nós temos que nos proteger. Mascaras, álcool, controle de pessoas, tudo isso é importante na prevenção. Ao não ser omissa, a prefeitura vem mostrando responsabilidade diante do enfrentamento”.

O juiz da Vara Civil, Dr. José Claudio de Macedo, também aprovou a iniciativa da prefeitura de ouvir os segmentos, antes de tomar qualquer decisão. “Tenho certeza de que a prefeitura vai ter bons resultados se continuar reforçando a necessidade de prevenção, mas, também se preocupando com a economia”.

A delegada da 105ª DP Juliana Ziehe afirmou que a polícia civil continuará atuando no suporte e apoio as ações da cidade. “Estamos trabalhando, tirando as dúvidas da população, combatendo as fakenews. A prefeitura pode contar com a ajuda da polícia civil”.

Na ocasião, o bispo diocesano Dom Gregório Paixão, salientou as medidas de ajuda humanitária. “Esse momento difícil revelou também a bondade em muitas pessoas e a preocupação com a economia também faz parte da vida de todos. Fico feliz em ver tanto atores discutindo e planejando, com responsabilidade, as medidas que poderão ser tomadas futuramente”.

“O esforço do executivo merece apoio e estaremos acompanhando todas as ações”, garantiu o presidente da Câmara Municipal, Hingo Hammes.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também