© Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Auxílio emergencial: beneficiários relatam problemas com o app Caixa Tem

Nas redes sociais, há diversos relatos de instabilidade no app.
Além das dificuldades para se cadastrar e a demora para a análise, os beneficiários do auxílio emergencial, agora, estão lidando com um outro problema: o aplicativo Caixa Tem — usado também por quem fará o saque emergencial do FGTS. Nas redes sociais, há diversos relatos de instabilidade no app.
Os usuários afirmam ter enfrentado dificuldades para pagar contas com o auxílio, bem como para resgatar o FGTS. Alguns ficaram horas esperando pela conclusão da operação. Para outros, o sistema exibiu uma mensagem orientando a fazer uma nova tentativa mais tarde.

Na semana passada, quando acabou o prazo para solicitar o auxílio de R$ 600, o aplicativo também demonstrou instabilidade. Na ocasião, a Caixa disse que o sistema voltaria ao normal e que as quedas ao longo do dia eram motivadas pelo volume de acessos.
Nesta segunda-feira (6/7), o banco divulgou um novo comunicado, atribuindo, novamente, os problemas à grande quantidade de acessos. “O aplicativo Caixa Tem está disponível durante 24h pelos sete dias da semana. Contudo, devido ao alto volume de acessos, pode apresentar intermitência momentânea em alguns serviços. A orientação para esses casos é tentar novo acesso ao serviço um pouco mais tarde”, disse a instituição.
Ainda conforme a Caixa, alguns serviços podem apresentar “intermitência momentânea” nesta primeira semana de julho, “em que ocorrem os processamentos de fechamento e início de mês, somados aos lançamentos dos créditos dos benefícios emergenciais, INSS e folhas de pagamento mensais”.

Balanço

Até esta segunda-feira (6/7), de acordo com a Caixa, foram realizados 173,5 milhões de pagamentos do auxílio emergencial a 65,2 milhões de beneficiários. Um total de R$ 121,1 bilhões foram creditados nas contas.
Além disso, esta segunda-feira também marcou o início do saque emergencial do FGTS para os trabalhadores nascidos em fevereiro. Segundo a Caixa, cerca de 4,4 milhões de brasileiros podem fazer a retirada a partir desta segunda. O valor pago pode chegar a R$ 2,8 milhões.

Fonte: Correio Braziliense

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também