Ator brasileiro que integra filme indicado ao Oscar 2020 é convidado para Cerimônia de Premiação

O ator carioca Ruy Ennes, 36 anos, surpreendeu críticos em atuação no longa-metragem que concorre ao Prêmio da Academia deste ano. “Era uma vez em Hollywood”, de Quentin Tarantino, está entre as produções com mais indicações ao Oscar, englobando categorias como Melhor Filme, Ator e Direção. O filme foi o maior vencedor do 77° Globo de Ouro, quando, na oportunidade, levou para casa troféus de melhor comédia/musical, roteiro e ator coadjuvante.

No momento, Ruy Ennes está ensaiando a peça “The Light in My Heart”, na OFF Broadway de Nova Iorque, onde faz o papel de um bancário bilionário (Robert). Com direção do norte-americano James Gavin, a estreia está prevista para ainda este ano.

O ator começou a atuar aos três anos de idade, sempre com o apoio dos pais. Ele se mudou para Nova Iorque, onde reside há 15 anos e já participou de diversos filmes, comerciais, peças de teatro, TV, shows e séries ao longo de sua carreira.

“Eu sempre almejei, como profissional, viver em Nova Iorque. Lá, você conhece e tem acesso a milhares de pessoas da área, como atores e cineastas. Particularmente, a principal dificuldade é você se adaptar aos diferentes tipos de culturas e pessoas de diversos países”, comenta Ennes. Além de grandes participações, o ator brasileiro consolidou a carreira em um longa-metragem produzido nos Estados Unidos, “Daytime Cowboy”.

Ruy Ennes está no ar na novela portuguesa “Ouro Verde” reprisada na TV Bandeirantes. Ele também integrou o casting do seriado “Desperate Housewives” e apresenta, em Nova Iorque, um programa semanal de cultura e entretenimento. Ennes estará em breve nas telonas como o protagonista Brian, no longa “Rock Will Never Die”, onde o ator vive um cantor de rock frustrado. A direção é do indiano Rohun Shavis.

Ator brasileiro Ruy Ennes
Nasceu no Rio de Janeiro, no dia 11 de fevereiro de 1985. É formado em artes cênicas na famosa Universidade Harvard, NYFA, Actors Studio, Sorbonne e CAL (Casa de Artes em Laranjeiras). Foi indicado em Cannes em 2018 como melhor ator no filme “Almost”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também