Foto: Divulgação/PMP

Após reparos e modernização do sistema, Relógio das Flores é reinaugurado e devolvido à sociedade

O Relógio de Flores foi inaugurado em 1972 em comemoração aos 150 anos da Independência do Brasil e, desde então, é um dos pontos turísticos mais visitados em Petrópolis.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Um dos principais atrativos turísticos da cidade, o Relógio de Flores, localizado na Rua Barão de Amazonas, foi entregue recuperado à sociedade petropolitana na manhã desta sexta-feira (07). Em uma cerimônia simples e com a participação apenas do grupo envolvido no trabalho, o prefeito interino Hingo Hammes, com o secretário de Turismo Samir El Ghaoui, homenageou os que colaboraram com o projeto e representantes da família de seu idealizador – o saudoso jornalista Sylvio de Carvalho – e da Universidade Católica de Petrópolis.


As ações de recuperação do relógio foram realizadas em conjunto com empresários do entorno do atrativo turístico. O prefeito interino Hingo Hammes disse que a recuperação vem renovar a autoestima do petropolitano, trazendo a esperança e a confiança de que, em breve, vamos superar a pandemia e viveremos dias melhores. O Relógio de Flores foi inaugurado em 1972 em comemoração aos 150 anos da Independência do Brasil e, desde então, é um dos pontos turísticos mais visitados em Petrópolis.


“Ver o Relógio de Flores novamente em funcionamento, com toda a parte elétrica, hidráulica e mecânica recuperada e modernizada, é motivo de muita alegria. Em 2022 serão 50 anos de história. Petropolitanos e turistas esperavam há muito tempo ter, de volta, este importante patrimônio”, disse Hammes, lembrando que foi um trabalho realizado por muitas mãos.


O secretário de Turismo, Samir El Ghaoui agradeceu a todos que colaboraram com o projeto, que foi coordenado pela Turispetro. “O prefeito entendeu a necessidade desta ação e nos confiou essa importante missão, que teve a participação das demais secretarias”, disse Samir, lembrando a importância de Marcos Falconi, iniciou o trabalho antes de ser diagnosticado com covid-19. Ele acabou não resistindo à doença.


A recuperação acabou sendo feita, de maneira voluntária, pelo empresário Vinícius Barbosa, que cuidou de toda a parte eletrônica do equipamento, que recebeu baterias e carregadores novos, e passou também por uma total reestruturação na sua parte mecânica, incluindo o funcionamento dos enormes ponteiros.


A cerimônia marcou também o Dia Nacional do Turismo, que será comemorado neste sábado, 8 de maio, e teve início com o hasteamento da bandeira nacional, realizada por oficias do 32º BIL. Em seguida, foi realizada a entrega dos diplomas em agradecimento àqueles que colaboraram com a recuperação do patrimônio.


Além de homenagear in memorian o criador Sylvio de Carvalho (o diploma foi recebido pelo seu filho, André de Carvalho) e o empresário Marcos Falconi (com a presença da esposa Beth de Oliveira), a cerimônia homenageou também o empresário Vinícius Barbosa, a Universidade Católica de Petrópolis e representantes das empresas Chocolates Katz, Museu de Cera, Museu de Porcelana e Restaurante Paladar, que apoiaram a recuperação do atrativo.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.