Disney/divulgação

Animais do filme A Dama e o Vagabundo foram resgatados da rua para estrear no cinema

Cachorro que iria morrer encantou treinador e agora é astro nas telonas

O novo live-action da Disney “A Dama e o Vagabundo” que vai estrear em novembro terá como protagonista um cão que foi encontrado em um abrigo para animais – e que escapou de ser sacrificado. As informações são do site norte-americano TMZ. De acordo com a publicação, o cachorro Monte, um terrier mestiço de dois anos, estava na fila de eutanásia e foi resgatado por uma ONG em Phoenix, no estado do Arizona.

Tudo aconteceu porque a Disney optou por usar animais de verdade em vez de efeitos digitais. A vida de Monte mudou de cão abandonado para astro de cinema quando o adestrador contratado pela produtora visitou a ONG e se apaixonou pelo terrier. O treinador teria passado sete dias exercitando o cão e ficou surpreso com seu desempenho.

Além de estrelar o filme, Monte foi adotado pelo treinador, que se comprometeu a cuidar dele e não abandoná-lo. A TMZ ainda diz que, na nova casa, o cão tem a companhia de uma guaxinim.

Assim como o clássico animado de 1955, o novo “A Dama e o Vagabundo” conta a história de uma cocker spaniel mimada que é abandonada por seus donos quando eles têm o primeiro filho. Nas ruas, a cocker conhece o vira-lata Vagabundo, embarcando em uma jornada romântica que culmina na famosa cena em que os dois comem um prato de espaguete juntos. Charlie Bean (LEGO Ninjago: O Filme) é o diretor do novo filme para a Disney.

Dicas para adotar um cão

Muito melhor do que comprar um filhote é adotar. A história de Monte mostra que muitos animais inteligentes, carinhosos e companheiros são abandonados por pessoas sem responsabilidade. Abaixo listamos algumas dicas para você e seu cão.

Escolher a forma de adoção – você pode adotar um filhotinho do casal de cães de algum vizinho ou familiar, ou ainda um cão  abandonado que está para adoção em uma ONG ou órgão público (como Centros de Zoonoses). Qualquer tipo de adoção requer saber se o animal já foi vacinado, castrado e se possui alguma condição genética.

Outra medida é sempre ter o apoio de profissional formado em faculdade de veterinária. Além da vacinação, o veterinário auxilia nos cuidados com a saúde do animal como um todo, com trabalhos de prevenção e diagnóstico precoce de qualquer problema que possa surgir com o seu bichinho.

Crédito da foto: Disney/divulgação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Leave a Comment