Foto: Divulgação/ASCOM

Ação garante acolhimento de 30 pessoas em situação de rua em Petrópolis

Prefeito interino Hingo Hammes acompanhou o trabalho, ao lado dos secretários de Assistência Social e Saúde.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Uma ação de abordagem a pessoas em situação de rua, realizada nesta sexta-feira (9) em conjunto por equipes do Centro Pop, Núcleo de Integração Social (NIS), Unidade de Acolhimento Temporário (Unat), Consultório na Rua e Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH) conseguiu garantir o acolhimento a 30 pessoas. Durante o dia, 22 pessoas aceitaram o acolhimento e, à noite, em ação que contou com a participação do prefeito interino Hingo Hammes, da secretária de Assistência Social, Rosane Borsato, do secretário de Saúde, Aloisio Barbosa e do vereador Yuri Moura, outras 10 pessoas foram atendidas. Destas, sete foram levadas para pernoite no NIS, uma à UnAT e duas para suas residências.

“Ver de perto o trabalho das equipes de assistência social e da saúde reforça a importância destas ações. O trabalho para dar dignidade às pessoas, para acolher e apoiar no resgate de sua autoestima é essencial. Em meio a uma pandemia e durante o inverno, este trabalho se torna ainda mais necessário. Sabemos que o dia a dia é difícil. Há toda uma mobilização de profissionais para convencer estas pessoas para que aceitem o acolhimento, para que se abriguem e aceitem os serviços que oferecemos em nossos equipamentos”, lembrou o prefeito Hingo Hammes, que acompanhou os acolhidos até o NIS, no Alto da Serra.

No local conheceu Andrey Everaldo Corrêa, que agradeceu a presença do prefeito e elogiou o serviço no NIS. “Não temos do que reclamar aqui no NIS. A pandemia atrapalhou todo mundo, mas mesmo assim o prefeito e essa equipe não se esqueceram da gente, não deixaram a gente de lado”, frisou Andrey, lembrando que, no local, os acolhidos têm acesso à orientação e produtos de higiene, alimentação e local adequado para dormir.

O serviço de abordagem social da Prefeitura é o responsável pelo atendimento da população em situação de rua e funciona 24 horas por dia. As equipes abordam as pessoas nas ruas, na tentativa de convencê-las a aceitar o acolhimento. Desde o início de junho, com a chegada do frio, a Secretaria Municipal de Assistência Social intensificou este trabalho de busca ativa na cidade. A meta é que todas as pessoas sejam encaminhadas aos abrigos institucionais, pelo menos durante a noite, período em que o frio é mais intenso.

“É um trabalho de acolhimento que oferece apoio e dignidade a estas pessoas. Acompanhar e vivenciar este trabalho nos dá esperança de poder resgatar a dignidade e oferecer ferramentas para que possam ser reintegradas ao convívio social”, destacou o secretário de Saúde Aloisio Barbosa da Silva Filho.

A secretária de Assistência Social, Rosane Borsato, afirmou que a presença do prefeito interino no trabalho de abordagem a pessoas em situação de rua evidencia a importância dada pelo governo municipal ao público mais vulnerável, que enfrenta um momento difícil imposto pelo inverno e pela pandemia da Covid-19.

“Nos tantos anos que tenho de atuação na Assistência Social, é a primeira vez que vejo prefeito, secretário de saúde e vereador, em conjunto, conhecendo de perto as dificuldades deste trabalho, as mazelas da população em situação de rua e ouvindo in loco os anseios dos que atuam, diuturnamente, nesta árdua, mas gratificante tarefa”, enfatizou Rosane.

Presidente da Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal e vereador Yuri Moura, esteve ao lado do prefeito Hingo Hammes em todo o trabalho realizado nessa sexta e defende que Petrópolis precisa ser mais solidária neste momento de dificuldades em decorrência da pandemia.

“Encontrei uma equipe muito dedicada e com fortes vínculos junto às pessoas em situação de rua, o que é fundamental. A operação de inverno também deixou o NIS preparado, com suas acomodações permanentes e temporárias, para acolher quem mais precisa neste momento. Petrópolis precisa combater suas desigualdades, vi esta luta no acolhimento e na garantia de direito de cada um e cada uma”, ressaltou Yuri.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.