A importância das cirurgias de abdômen em pacientes que realizaram procedimento bariátrico

O abdômen é a parte do corpo que mais sofre com a perda considerável de peso.

Após o procedimento de cirurgia bariátrica ou de redução de estômago é inevitável a perda significativa de peso resultando em algum grau de flacidez de pele ou deformidades do contorno corporal. O abdômen é a parte do corpo que mais sofre com a perda considerável de peso. Por isso os especialistas alertam sobre a importância das abdominoplastias para recuperar os contornos e a aparência tonificada.

Quatro tipos de cirurgias de abdômen em paciente pós bariátrico são indicadas: convencional, em âncora, circular e circular com âncora. “A abdominoplastia retira o excesso de flacidez na pele, além de melhorar a tensão da parede abdominal, proporcionando um perfil mais tonificado. Trata-se de uma técnica para eliminar o excesso de gordura e pele, e remodelar o corpo. Lembrando que ela não é realizada com o objetivo de emagrecimento”, ressaltou o cirurgião plástico Marcelo Frazão.

Marcelo Frazão, cirurgião plástico.

Segundo o especialista, a abdominoplastia em âncora é a cirurgia plástica que se tornou mais comum após a popularização do procedimento de gastroplastia redutora, também conhecida como cirurgia bariátrica ou de redução de estômago. “Diferentemente da abdominoplastia convencional, que é indicada para pacientes em geral e que resulta em uma cicatriz horizontal na linha da cintura, a em âncora é mais destinada às pessoas quem possuem flacidez na região central e inferior do abdômen”, explicou Marcelo.

Já a abdominoplastia circular é muito semelhante ao procedimento convencional, entretanto, explica o especialista, ela trabalha com incisões maiores, estendendo-se até as costas para remover também o excesso de pele flácida. “As áreas do corpo mais envolvidas na abdominoplastia circunferencial são o abdômen inferior, flancos e região lombar. Neste caso, há necessidade da criação de um novo umbigo com partes da pele do abdômen”, comentou o cirurgião.

Marcelo também cita a importância da plástica de braço nesses pacientes, uma vez que é comum a flacidez e excesso de pele nesses membros depois da realização da bariátrica ou redução do estômago. “Essa situação incomoda muito os pacientes. Hoje pode-se realizar a braquioplastia, que reduz o excesso de pele e de gordura entre a axila e o cotovelo, remodela o braço deixando a pele mais lisa e com contornos suaves, resultando em aparência tonificada”, concluiu o especialista.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também